terça-feira, 24 de agosto de 2010

10.





-Tenho medo que ao utilizar este vocabulário as pessoas não me entendam. Não quero ser uma incompreendida. Não mesmo.
-Melhor assim. Atrasados nao chegam aos teus pensamentos. É o que faço. Uso palavras caras para as pessoas ficarem com um nó cerebral. Derreto-me sempre que percebo que lhes troco as voltas com umas simples palavras. Sabe-me muito bem. Óh se sabe!

2 comentários:

ritabanana disse...

adoro a tua escrita, cada vez mais

Marisa disse...

belas fotografias. adorei, adoreii