sábado, 6 de abril de 2013

213.


Procuro quem tenha espaço
para um café,
um cansaço,
algumas palavras
e um ombro onde possa pousar
uma angústia a mais.

4 comentários:

Ana Cancela disse...

Eu estou aqui, mesmo que por vezes me esqueça de te dizer, eu vou estar sempre aqui.

Anónimo disse...

o batata gosta muito de ti, nunca te vai faltar.

Lipincot Surley disse...

parecendo estares tão bem entregue, só te retribuo uma pergunta com a minha pseudo-resposta à tua. qual achas a melhor forma de remendo? a fios de arame, que cicatriza e restringe mas não abre ou a fios de papel que cura suavemente (que quase nos faz desejar ter a necessidade de ser remendado) mas que mais cedo ou mais tarde acaba por ceder? O coração aguenta com tanto.. mas eu também acredito na restauração da sua funcionalidade :)
Beijo

Yuna Ribeiro disse...

parece tão simples... será que é mesmo?