domingo, 19 de dezembro de 2010

95.


Sou difícil de me render às emoções. Sou mesmo. Tenho medo, sabes? Muito medo de me perder. De me perder para outro alguém. De perder o controlo. E de me tornar dependente e fraca. De facto, tenho medo. Imenso medo. Porque a coisa que mais me encanta é a liberdade. A minha liberdade. E se condicionam o meu coração a um espaço limitado tenho sempre uma enorme tendência para fugir. Sou assim mesmo. Assim mesmo.

5 comentários:

Marisa disse...

tal como eu, tal como eu. e é isso que amo em nós.

Patrícia Costa disse...

tal como eu! Exactamente: Nem tudo ao Mar, nem tudo à Terra.
Grande Maria, como eu te adoro.

rita disse...

Mais vale perdermo-nos em função de outro do que nos perdermos em nós.

Margarida disse...

Hoje sou por mim a pensar que isso é muito bom mesmo. Estar condicionado a alguma coisa deve ser das piores coisas. É tão boa a liberdade!
Gostei Mi, gostei.

Beijinhos, Gui*

Jane Porter disse...

se tiveres os teus principios bem assentes, nunca seras dependente.
ninguem e de ninguem - literalmente