quarta-feira, 9 de março de 2011

108.

Não sabes nada de mim. Vês somente aquilo que eu deixo que vejas - miúda de cabeça erguida sempre a dar uso ao nariz empinado que Deus lhe deu.

8 comentários:

filipa disse...

eu dou imenso uso ao nariz empinado que Deus me deu.

Cárina Silva disse...

ardem e muito! principalmente quando queremos muito cora-los e não conseguimos. obrigadaaa! ;)

sara disse...

já não vinha aqui à anos! adorei, como não seria de esperar. adoro cada texto teu porque vejo neles tudo aquilo que não sou ou que não consigo ser. só por curiosidade, apagas-te o teu facebook?

sara disse...

não acredito que te fizeram isso. há pessoas sem vida. eu via cada foto que tu colocavas :)

Ligações disse...

Nem isso vejo, mas nem sempre os outros veem o que tu queres que vejam, existem pessoas, poucas, que conseguem ver muito mais que isso, talvez tudo, dependendo da sua "disponibilidade" mental....
:P

filipa disse...

apesar de tudo tenho muito orgulho no meu nariz empinado e na atitude que ele me dá.

filipa disse...

este traço nosso é algo que não dá para mudar, não há como baixar. Sinceramente não o quero baixar por nada deste mundo .

Ligações disse...

Todo o ser vale a pena conhecer, irás sempre tirar algo dele, embora as vezes são tão basicos que dou por mim num buraco de onde quero escapar, um dia vou ver-te nas entrelinhas, só preciso de tempo e vontade, só não o vou conseguir se a tua mascara for tão grande enganando-te a ti propria :P