sábado, 8 de junho de 2013

219.



A memória fende,
                           fagulhas
                                        estalam
                                                      da ausência
e a infertilidade da pele assola meu coração de mármore.

3 comentários:

Anónimo disse...

Ensina-me a não me apaixonar por ti.

Maria disse...

Oh alguns ofícios deixam-me de rastos...

Fábio Carvalho disse...

Ah, na mouche.